2 de jul de 2007

O sonho da executiva fica mais próximo


Foi a Exame desta semana que trouxe a boa nova: apesar de as low-fare estarem dominando o mercado aéreo internacional nos últimos anos, há um novo nicho se formando, tornando a classe executiva um sonho possível para muitos turistas. Um grupo de empresas aéreas estão focando seus serviços neste grupo: oferecem somente assentos de classe executiva nas chamadas "rotas nobres", como Londres-NY. Além do fantástico serviço de bordo - que inclui refeições a la carte, champagne e poltronas grandes, confortáveis e reclináveis em quase 180 graus - contam também com transporte gratuito, com motorista, entre hotel e aeroporto e check in exclusivo.
As mais famosas do setor são as americanas EOS Airlines e Maxjet, a inglesa Silverjet e a francesa L'Avion, que desde 2005 funcionam exclusivamente assim. Os preços chegam a ser um terço do valor cobrado pelas companhias aéreas tradicionais na mesma classe. Para você ter uma idéia, o trecho Londres-NY-Londres pode custar 2600 dólares na executiva da Maxjet enquanto pode chegar a mais de 7000 dólares na United, por exemplo.
Como o nicho está crescendo (EOS, Maxjet e Silverjet já têm 20% do mercado de classe executiva neste trecho e elas costumam decolar com cerca de 80% de ocupação), tem mais gente querendo uma fatia desse mercado: a Virgin Atlantic já anunciou que lançará uma linha nestes moldes no ano que vem e especula-se que até a British Airways tenha planos para investir neste segmento muito em breve.

8 comentários:

Rodrigo disse...

Os preços são mesmo bem menores que os tradicionalmente praticados pela executiva, mas vale lembrar que este trecho NY-Londres também não costuma ter preço elevado na econômica, não. De qq maneira, é mesmo interessante saber que o mercado da classe executiva anda tão interessante que empresas estão ficando exclusivas desse segmento.

Aline disse...

Para mim, a classe executiva ainda é um sonho muito distante. Fico sempre na expectativa de um overbooking, upgrade, mas nada.

Ju disse...

Viajar de executiva, pra mim, só usando milhas nas viagens pela América do Sul. E eu já fico contente pra caramba!!!!

Diogo disse...

Oba!!! Ponto pra nosotros então, né?!

Beijão,

Diogo

Pri disse...

Também sonho com uma classe executiva, como a da Emirates que andou sendo divulgada no mês passado. Aquilo pra mim é o luxo do luxo nos ares! Por enquanto, executiva só rolou num trecho SP-BUE, graças às milhas da TAM.

Patsy disse...

A única executiva que tive o prazer de viajar varias vezes foi pela United, pois eu tinha amigos e conseguia as permissões para embarque, mas sempre tinha o risco de um overbooking e ter que ir na economica ou nem ir.

Assim, eu sempre marcava para embarcar Segunda-Feira, sem erro, vazio e muito bom, em um vôo longo você não chega quebrado.

Karina disse...

Para mim, a executiva ainda é um sonho distante. Nunca voei, nem com milhas, nem com overbooking/upgrade. Mas não perco a esperança!!! rsrsrs

Junior disse...

Só viajo de executiva quando viajo pela empresa; nas minhas férias, é sempre de econômica, porque a diferença na tarifa dá pra praticamente custear todo o resto da viagem. Mas viajar de executiva é a melhor coisa que há - já que eu ainda não conheço a primeira classe!