2 de nov de 2007

Museu do Prado inaugura nova seção com mais de 120 obras

O Museo del Prado, considerado a maior pinacoteca do mundo, inaugurou nesta semana uma nova seção em suas instalações. São mais de 22 mil metros quadrados que apresentam 95 pinturas, 12 esculturas e 27 desenhos, com destaque para obras de Goya, Velázquez e El Greco.
A ampliação do museu consegue colocar para apreciação dos visitantes obras que, apesar de menos conhecidas, há mais de dez anos esperavam ser expostas. Para conseguir uma ampliação tão significativa da área do museu, foi preciso anexar edifícios históricos próximos, envolvendo custos de 113 milhões de euros (aproximadamente R$ 300 milhões).
Seus mais de dois milhões de visitantes anuais também estão sendo contemplados com novos cafés, lojas e salas de conferência. Além disso, até maio de 2008 haverá concertos de música clássica, teatro e cinema em suas instalações.
Mas uma das melhores novidades para visitantes do mundo todo é que a partir deste mês a entrada no museu será gratuita nas duas últimas horas em todos os dias de funcionamento (a entrada habitual custa 6 euros).
Vale ressaltar que o acervo do Prado, em 188 anos de existência, tem mais de 9 mil objetos expostos e outros 3,5 mil emprestados a outros museus mundo afora.

5 comentários:

Anônimo disse...

Hola, Mari!
Estoy deseando ir a ver el Museo del Prado y la ampliación del edificio.
Las obras que exponen hace muchos años que no han visto la luz (estaban en la reserva de los fondos del Prado, esperando ser expuestas). Es una parte muy importante de la pintura española del siglo XIX y principios del siglo XX.
Obrigada por recordarme que debo ir al Prado.
Beijos.
Carmen

Anônimo disse...

Mari,
Se expondrán obras de Fortuny, Sorolla, Madrazo, Haes.
Además tengo ganas de ver cómo ha resuelto el arquitecto Moneo la ampliación del museo y cómo ha acoplado el claustro de los Jerónimos al Prado.
Adoro su post!!!.
Tchau.
Carmen

Mari Campos disse...

Carmen, adoro suas visitas ao blog! E também estou morrendo de vontade de voltar ao Prado para ver ao vivo e a cores como ficou a nova arquitetura do museu!

Bá Campos disse...

Que boa notícia!
Sempre achei muito triste saber que parte do incrível acervo do Prado tenha que ficar em off por falta de espaço para exibi-la (o próprio Reina Sofia teve como responsabilidade abrigar grande parte das obras, deixando ainda um terço na espera por um espacinho...).
Também estou doida pra ver as mudanças na infra-estrtutura do edifício (que já era lindo!).
beijo

Emília disse...

Ótima notícia mesmo! E isso porque o Prado é um museu inesquecível...
Sobre estas reservas, acredito que muitos museus têm, pois o espaço é restrito...o Masp, se não me engano, tem muitas obras esperando um lugar na exposição...