30 de mar de 2008

Cruzeiro Bem-Estar

No finalzinho de janeiro deste ano, embarquei no Cruzeiro Bem-Estar, da Costa Cruzeiros, para um teste de viagem pelo Giro pelo Mundo (que acaba de ser publicado lá - http://www.giropelomundo.com/). A proposta era tentadora: a possibilidade de uma viagem em que a bagagem de volta viesse repleta de novas experiências. Eu estava passando por um momento difícil pessoalmente e foi uma ótima oportunidade de unir trabalho e um pouco de sossego e lazer.
Embarquei sozinha e logo no embarque descobri que não era a única: inúmeras mulheres, sozinhas ou em duplas e trios de amigas, cederam ao apelo da idéia de Bem-Estar para curar corações partidos, stress e outros problemas pessoais. Mas juntaram-se também a nós inúmeras famílias com seus filhos adolescentes e também alguns casais, num total de quase 3 mil passageiros e uma verdadeira legião de tripulantes (entre eles, o tímido Franck Caldeira, maratonista campeão Panamericano, convidado de honra do cruzeiro).
Olha só a animação do povo com a equipe de entretenimento
Eu não curti, mas o povo amaaaaaaava o deck das piscinas
Durante os dias, fomos apresentados a palestras, sessões de yoga, pilates, inúmeras atividades físicas e incontáveis outras atividades, no trajeto que visitou Rio de Janeiro, Salvador, Ilhéus e Ilhabela, nesta ordem. À noite, bons espetáculos teatrais, música ao vivo em todos os onze bares do navio Costa Mágica, jantares elaborados e noitadas animadíssimas na boate ou nas festas temáticas. Nos jantares, fui atendida todas as noites pelo brasileiro Arthur dos Santos e sua adorável assistente filipina Jane, que definitivamente me conquistaram: com uma rotina sofridíssima e assoberbadíssima, nos serviram sempre com esmero, rapidez e simpatia sem fim. O Arthur virou praticamente meu ídolo.
Arthur e Jane, fofíssimos
Destemperados, dêem uma olhada no naipe desses camarões!
Foi o primeiro cruzeiro que vi liberar a entrada dos hóspedes na cozinha
Embarquei com preconceitos mas tive que capitular: a verdade é que qualquer tipo de hóspede encontra seu lugar num cruzeiro como esse.

6 comentários:

Anônimo disse...

Babei naquela foto dos megacamarões... e a idéia de abrir a cozinha para os hóspedes é mesmo super bacana. bj e boa semana
Le

Rodrigo Purisch disse...

Gostaria de ter conhecido essa cozinha funcionando. Gostou da comida? Bonita e gostosa?

Um abraço

Mari Campos disse...

Preciso reconhecer que a gastronomia no navio era ótima; e visita à cozinha foi fascinante, Rodrigo. E, por sinal, uma das chefs é uma jovem brasileira.

FILIGRANA disse...

Uaaau Marizinha essa cozinha é o que há !!! E estes camarões, menina o que que é isso !!!!

Fernanda disse...

Pois eu não tive a mesma sorte...
Viajei com cinco primas. Era uma viagem que sonhávamos fazer há muito tempo junts. Escolhemos a opção Cruzeiro "Bem-Estar", só que no final da viagem ele se transformou no "Putanic". Em Santos, embarcaram os passageiros do cruzeiro do carnaval, o que tornou a área central do navio intransitável a qualquer hora. Eles transformaram o navio numa verdadeira rave. A tripulação perdeu o controle do navio, por todo lado havia pessoas drogadas e bêbadas, vomitando nos corredores e se machucando nos copos quebrados. A saída de Santos atrasou duas horas, porque a Policia Federal estava prendendo passageiros com drogas dentro do navio. Durante as duas últimas noites, foi impossível dormir, porque havia festas nas cabines. Nos dois últimos dias não tivemos atividades físicas previstas, porque o pessoal do carnaval atrapalhava tudo, entrava no restaurante à noite de chinelo, bermuda e sem camisa, sempre bêbados. Uma jovem faleceu a bordo devido a overdose e o navio teve de “arribar” em Vitoria - ES para que o corpo fosse levado à terra por uma lancha de serviço e outro jovem foi desembarcado pela segurança do navio após ser identificado como autor de um estupro. Fomos informados por tripulantes que eles são impedidos de reprimir os passageiros, mesmo que queiram agarrá-los à força, como aconteceu com uma de minhas primas no corredor. Recomendo às pessoas que desejam tranquilidade e BEM ESTAR que evitem a Linha COSTA no Carnaval.

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

Que pena, Fernanda; fiz o cruzeiro ha dois anos e correu tudo maravilhosamente bem. Talvez pelo fato de eu ter embarcado e desembarcado em Santos e nem ter tido contato com o pessoal do Carnaval...