1 de out de 2010

Cavalgando em Mendoza

 Tudo por culpa da Merel, que defendeu tão entusiasticamente a coisa, também quis participar da chamada "autêntica experiência mendocina" de passar um dia "no campo", comendo assado, tomando vinho e... well, cavalgando.
 Quem me conhece sabe que não sou muito fã dos bichos - na última experiência do gênero, em janeiro, no Atacama, eu estava tão nervosa que o cavalo simplesmente se recusou a sair do lugar. Juro. Pois é, nem se podia chamar de experiência...
 Mas ontem, cheia de coragem (ô!!!), lá fui eu cavalgar com o pessoal da Finca El Puesto, onde fui passar o dia, com direito a um excelente churrasco, ótimo vinho e excelente papo. O resultado: duas horas e meia de cavalgada, cujos efeitos, claro, meu corpo sente super hj.
 O passeio foi lindo, com a cordilheira à nossa frente, um espetáculo. E o Índio, meu cavalo fofura, foi muito paciente comigo. Mas, confesso, precisei da ajuda dos universitários (leia-se o excelente e ultra paciente guia Cristóbal) na hora de descer a montanha em meio às pedras - ele acabou levando uma das rédeas pra mim, enquanto eu fechava um dos olhos de medo da descida... verguenza!!!
Mas valeu muito pela experiência, apesar das dores no corpo hj. Belíssimo passeio, visual desconcertante de tanta beleza.

3 comentários:

Mariana @merel disse...

Foi um dos dias mais incríveis da minha vida! Que bom que você foi, e, sobretudo, que bom que curtiu também!!!

Carmem Silvia disse...

Mocinha corajosa!

Bá Conti - publicitariaeviajante.blogspot.com disse...

Que coragem!
Nem acredito!
Próximo passo: pegar um cachorrinho no colo ;)
beijo