10 de jul de 2011

As nossas suadas milhas

A ideia pro post de hoje era outra, bem diferente. Mas ler os tuites desesperados da @flavia_mariano reclamando do roubo de suas quarenta mil milhas, com as quais larápios conseguiram emitir trechos e viajaram felizes e contentes por aí, mudou meus planos.
Desde março desse ano, os casos de "roubos de milhas" se proliferaram loucamente e acho que vale a pena falar disso por aqui. Se a gente der uma olhada nos foruns de discussões a respeito, é praticamente um caso novo a cada dia desde então. Ok, alguém pode até pensar que é pouco, dado o universo gigante, e cada vez maior, de brazucas participando de programas de fidelidade de diversas companhias aéreas e, mais ainda, o número de brasileiros voando ultimamente.
Não, eu não gosto de ser alarmista. Nem é o que pretendo com esse post. Mas a grande questà é que isso simplesmente não deveria acontecer, certo? Enquanto os injustiçados tentam provar que foram vítimas de golpes e as aéreas dão tratos à bola para resolver os pepinos, ficamos todos nós, de uma maneira ou de outra, à mercê de - toc, toc, toc, Deus queira que não - sermos os próximos na lista. Trash.
Já que esse post quer servir como um alerta do que anda rolando por aí, o conselho de "guarde a sete chaves sua senha de resgate" é óbvio demais. Eu, que também levo muito a sério minhas milhas acumuladas e, felizmente, já fiz muito uso delas em viagens por aí, sempre defendi que "milha boa é milha gasta".  Tipo juntou, usou.
Então, se você puder, leve a sério a prática do "acumulou, emitiu"; ou seja, se vc demora muito pra juntar seus pontos, não adianta ficar planejando juntar milhas suficientes para ir ao Tahiti, por exemplo. Faça planos mais coerentes com a SUA realidade e procure emitir as passagens assim que juntar os pontos suficientes, seja por cartões de crédito ou voos. Quem acumula pontos por trechos voados, não tem escolha; mas se sua principal fonte de milhas é o cartão de crédito, não transfira seus pontos para o programa de fidelidade sem ter uma passagem (data, destino etc) em vista, por questões de segurança mesmo. Pelo bem das nossas suadas milhas, esperando que todas continuem em nossas continhas, como deve ser, e que, sobretudo, os assaltados tenham suas milhas devolvidas rapidinho.

5 comentários:

Depois dos 25... disse...

Aff Mari, sinceramente, quando meu amigo foi roubado em 107 mil milhas na TAM eu fiquei com aquela sensação de: comigo não vai acontecer. Aí quando fui emitir milha hoje e tinha 40 mil a menos e ainda tem o nome das pessoas que roubaram, quase surtei. O pior mesmo é o tratamento... 40 mil milhas, no meu caso que junto muito de cartão de crédito equivale a + ou - R$ 55 mil. Esse meu amigo foi ao PROCOM, fez Boletim de ocorrência e agora está gastando com advogado para ter de volta as milhas. Claro que rola um dano moral, mas não queremos ganhar dinheiro com isso, só mesmo as milhas de volta!

E ótima a sua dica de só transferir do banco quando for usar. Vou seguir... Antes tarde do que nunca, só que tenho o Itau card Platinum da TAM e as milhas vão direto, cancelando, claro!

Obrigada por trazer para cá.

Beijos!

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

Pois é, a gente sempre tem essa sensação de que com a gente não vai acontecer, né? Tô aqui desesperada só de pensar no sumiço das minhas - cogitando seriamente emitir uma passagem hoje mesmo, por garantia. E, claro, na torcida pra que resolvam o seu problema (e o do seu amigo e todos os outros prejudicados também, claro!) o mais rápido possível. Enquanto isso, vamos denunciando, esperando alguma solução pra isso.

Natália Gastão disse...

Nunca havia ouvido falar em roubo de milhas!
Estou adotando o lema "milha boa é milha gasta!" e cansei de juntar não sei quantas mil para seguir para um lugar distante. Resolvi usá-las no dia a dia mesmo e com a grana economizada nessas passagens eu compro uma para o "tal" lugar distante.
Minha mãe tem o Tam Fidelidade Itaucard tb e sei que está cheia de milhas. Vou alertá-la!
Boa sorte Flávia!

CarlaZ disse...

Fico triste só de pensar em perder minhas milhas!
Emitir passagens logo é uma boa dica, mas resta conseguir emitir pro dia desejado!!!

Renata Luppi disse...

Nos programas de milhagem só tenho as minhas de voos mesmo, as do cartão eu nunca passei para nenhuma companhia, mas na intenção de passar para a que melhor me servisse na época de uma viagem.

PrintScreen nos saldos, senha à sete chaves e muita reza !