18 de out de 2011

Istambul: a cidade que me arrebata

Vamos mudar um pouquinho o disco aqui no blog. Interrompi os relatos da Turquia pra fazer a tal "blogagem ao vivo" que vocês sempre pedem quando voltei pra Toscana, mas agora já está mais do que na hora de retomar o assunto, né? Tem montes de coisas sobre Istambul que pre-ci-sam ser registradas.
 Primeiro, porque acho que foi a cidade que mais me arrebatou em todas essas minhas andanças por aí. Eu já me apaixonei por vários lugares nesse mundo, vcs sabem; Paris e a Toscana, por exemplo, nunca saem do meu coração.
 Mas com Istambul... well, foi instantâneo, gigante, avassalador. Quando eu voltei de lá, em julho de 2009, eu não conseguia parar de pensar na cidade, nos minaretes, no cheiro das ruas, nas comidas. E foi assim, do tipo rever-um-amor-antigo, que eu embarquei nessa viagem de última hora pra lá, mudando a data da passagem pra Itália (com direito a multa e tudo, é claro :-S) - e não me arrependi nem por um segundo.
 Mas eu quis fazer as coisas um pouco diferente; afinal, como cantava o velho Lulu, tudo muda o tempo todo no mundo. Óbvio que eu fui zanzar de novo em Sultanahmet, visitar outra vez o quadrilátero Haya Sofia-Hipódromo- Cisterna-Mesquita Azul, e depois cruzar ao lado asiático. E óoooobvio que lá fui eu fazer compritchas no Spice Bazar (meu predileto) e no Grand Bazaar.
 Mas, pra começar, eu mudei a área de hospedagem: uma noite à beira do Bósforo (meia, na verdade, porque eu cheguei madrugadão) e outras quatro em Taksim, a parte modernosa (e agitadéeeerrima) da cidade.
 E também fui explorar áreas diferentes, como a colina de Pierre Loti, as galerias de Besiktas, as ruelas tortas de Cihangir, os restaurantes à beira mar de Otokoy, a LINDÍSSIMA (assim, bem em caixa alta mesmo!!!) basílica de Chora...
Aliás, fiz um passeio de um dia inteiro com guia, com uma operadora local (a Aida Tours), aaaaaltamente recomendável, adorei. Pude chegar a vários lugares, num mesmo dia, que por conta própria seria bem complicado (ainda mais que lidar com os taxistas de Istambul não é tão simples).




 Ainda fiz inúmeras (vãs, na maioria) tentativas de aprender algumas palavras em turco (só consegui mesmo ficar craque nos nomes dos bairros e portos e em dizer "obrigada").
E, claro, conheci gente interessantíssima, vale dizer.
Se eu dei Istambul por esgotada? Não! Nunquinha, aliás. Essa cidade continua tendo um efeito impressionante sobre mim, com aquele climão todo místico, uma mistura de bizantinos, cruzadas e Ágatha Christie.
 E vou voltar, é óbvio.
Mas, na próxima visita à cidade, a esticada à Capadócia não me escapa. Não mesmo.

6 comentários:

Janeth disse...

Amiga, concordo plenamente com você, também voltei apaixonada por Istambul, e dizer que no principio pensei...o que vou fazer na Turquia?? ledo engano...o pouco que conheci me deixou maravilhada e quando possível quero voltar e conhecer muito mais, pois lá é história pura.

bj,
Janeth

Francisco Paz disse...

Oi, eu achei seu blog por acaso, procurando coisas sobre Istambul... primeiramente, gostei muito do seu blog, os textos são simples, diretos e bem pessoais. Parabéns.

Estou de viagem marcada para Istambul, em Janeiro... vou sozinho. Vai ser minha primeira viagem internacional, sozinho, pra um lugar bem distante, então estou com bastaaante receio... de modo geral como é lá, o pessoal trata você bem? Atenciosos? Dá pra se virar no inglês? Se for depender do turco...

Lugares pra ver, a cada dia que passa eu arrumo mais locais, não sei como vou me virar lá somente em 7 dias. Dá a impressão que preciso de uns 20 pra ver tudo que tem de bom por lá...

Obrigado desde já pela atenção!

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

Oi, Francisco, tudo bem? Eu fui sozinha pra lá em 2009 e sozinha de novo agora em outubro. E, se pra uma mulher, já é uma cidade bem tranquila, pra um homem, mais ainda ;-) Os turcos não são os reis da simpatia mas são muito solícitos, é muito fácil se virar. Na rua, as pessoas estão super acostumadas com turistas, então pedir e receber informações é bem tranquilo em inglês (muitos estão estudando espanhol tb). A cidade é muito organizada, o transporte público funciona super bem. Eu acho que cinco dias inteiros são suficientes pra ver todas as atrações de Istambul. Leia também os outros posts sobre a cidade, que há passeios deliciosos que não costumam aparecer nos guias, como passar uma bela tarde zanzando por Taksim e Besiktas, a parte moderna da cidade. Vc vai adorar.

Francisco Paz disse...

Oi Mari, obrigado pelas dicas! Vou dissecar seu blog e tentar montar meu roteiro... tenho vontade de conhecer Istambul desde os 11 anos de idade (!). Farei o possível pra aproveitar o máximo... obrigado mesmo! ;)

aninha disse...

OiMari estou indo pra italia começo de junho,inclusive amo muito a toscana trem e gostaria de ir até Istambul,vc fez como a viagem italia /istambul? Qtos dias pra Istambul
Obrigada seu blog é um show parabéns -Ana Olinger

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

Oi, Aninha! Eu fiz de avião mesmo, com a Alitalia, porque era a única que voava desde Florença. Recomendo 5 dias para Istambul e uma semana se vc quiser saracotear pelos arredores tb.