29 de mar de 2012

Sobre o American Express GlobalTravel Card

É cada vez maior o número de leitores aqui do blog – e de brasileiros viajantes em geral – que sai de casa munido de um cartão pré-pago quando viaja ao exterior pela segurança e praticidade que representam. Não apenas turistas, mas também viajantes de negócios, que já viajam com budget pré-determinado pela empresa.
Uma novidade nesse setor é o novo American Express GlobalTravel Card, um cartão pré-pago de viagem recarregável (dólar americano, libra esterlina e euro) que, fora do Brasil, é aceito em todos os locais físicos onde os Cartões American Express são aceitos, para compras online e também para saques.
O mais legal de um cartão pré-pago é poder  ser utilizado mesmo em países que utilizem uma moeda diferente daquela com a qual o cartão foi carregado: assim, você consegue tanto sacar moeda local nas ATMs/caixas eletrônicos (tipo: sacar em pesos argentinos mesmo que o cartão esteja carregado em dólares) como efetuar compras nos estabelecimentos comerciais.
Como benefícios, tem cartão reserva entregue junto com o original para minimizar inconvenientes se o principal for perdido ou roubado (único no mercado por enquanto), reposição grátis de cartão, fundos de emergência e fundos que nunca expiram – além da ausência de taxa de inatividade, uma baita vantagem. É aceito em mais de 160 países, mas não existem tarifas para recarregar o cartão - a única taxa cobrada é para a realização de saques em caixas eletrônicos.
Tem suporte para emergências 24x7 (American Express Global Assist) e o American Express SelectsTM, que oferece descontos e promoções em vários estabelecimentos. O cartão pode ser adquirido nos bancos Itaú, Bradesco e Safra (nos dois primeiros, somente para correntistas), emitido imediatamente, com o câmbio do dia.

(Post Patrocinado)

8 comentários:

Diogo Avila disse...

Mari,

Excelente post.
Como tenho usado bastante estes cartões para fugir do IOF, no passado escrevi também sobre isto: http://cumbicao.blogspot.com/2011/08/dinheiro-no-exterior.html
Entretanto, acho que vale fazer uma ressalva: caso o saque seja feito em um país de moeda distinta daquela do cartão, por exemplo, sacar ienes a partir de um cartão em euro, o cliente terá que pagar 5,5% sobre o valor pago ou compra feita.
Infelizmente descobri isto por conta própria, já que a casa de câmbio nada me disse a respeito.
Conclusão tentando sair dos 6,38% do IOF, acabei pagando 5,5% + um câmbio mais alto que o do cartão de crédito.
O cartão vale muito a pena se for para ser usado no mesmo país da moeda de face dele, caso contrário não, pois a taxa de câmbio + o 5,5% superam facilmente os 6,38% do IOF e você ainda fica sem os pontos do cartão ou as milhas.
Abraço.

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

Diogo, por isso que a gente tem que ler todo o contrato de um cartão pre pago quando o adquire; as infos estão todas lá. O saque em uma moeda diferente da qual o cartão foi abastecido pode ser taxado e esse valor varia em função da ATM q vc usa.

yara disse...

Oi, Mari. Em dezembro viajei para a África do Sul com a minha filha e o Visa Travel Money nos deu entregou 2 cartões, muito embora a compra dos rands tenha sido feita com o documento dela. Nos disseram que era justamente por segurança, em caso de perda ou roubo. E os cartões também podiam ser usados separada e concomitantemente, ou seja, eu usava em um lugar e ela no outro, sem problemas.
Bjs
Yara

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

Diogo, acabei de checar aqui: nos outros cartões a taxa eh mesmo em torno de 5,5%, mas nesse da American Express eh de 3%, ta?

teresa disse...

A maior vantagem dele que seria pagar contas, nesse caso sem taxas, é muito pouco aceito na Europa, talvez nos EUA seja melhor. Eu levei um em janeiro e em algumas situações tive que sacar $$$ num caixa eletronico da esquina para pagar o hotel, já que para pagamento o cartão não passou. Talvez o prepago da Visa seja mais negócio na Europa.
Teresa

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

Oi, Teresa. Puxa, que pena; talvez tenha tido algum problema com o seu cartão, porque eu acabei de usar o meu nas duas últimas semanas em Bordeaux, Carcassone, Paris e Londres sem problemas. Paguei hotel, restaurante, museu, compritas mil e também saquei em ATMs nos dois destinos.

Lena disse...

Mari, perguntinha: Você disse que dá para usar nas compras online. O site americano da Séphora, por exemplo, não aceita cartão de crédito brasileiro. Será que aceita este?

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

Hum, boa pergunta. Eu usei pra comprar trem, mas nada na Sephora. Acho que SEREI OBRIGADA a fazer uma compritcha lá pra testar ;-)