9 de jul de 2012

Antibes e o Museu Picasso

 Seguimos para Antibes porque lá fica um dos mais importantes museus de Picasso do mundo; as obras do gênio ali expostas foram doadas pelo próprio, ainda em vida, como agradecimento pelo tempo que ele passou ali mesmo, no próprio edifício depois convertido em museu, vivendo e pintando. 
 Mas, por sorte, o roteiro previa que chegaríamos bem antes do horário agendado para a visita guiada; assim, deu tempo de saracotear pelo lindo centrinho, visitar oficinas de cerâmica e pintura, bandolar pela feirinha de antiguidades e ainda ter um almoço delicioso (melhor peixe da viagem toda e melhor café gourmand EVAH!) antes de seguir para o Museu.









 Lá dentro, a gente não pode fotografar nada, mas a visita é bem bacana, rápida, pontual. No terraço, onde ficam algumas esculturas dele - e também dois Miró - a pedida é esquecer do tempo: sol batendo, a côte d´azur todinha se esticando lá fora, veleiros passando no horizonte, uma lindeza. 






E, além do centrinho histórico - com direito a mercado de flores, frutas e comidinhas e uma infinidade de lojinhas - tem uma promenade fofíssima contornando a marina, também tomada de iates. 
Gracinha que só! Ali em Antibes, sim, eu desejei ficar para dormir. Infelizmente não deu :/

Um comentário:

Anônimo disse...

Tenho que ir a Antibes pra visitar o Museu Picasso e também para conhecer essa linda vila.

Adorei as fotos e sua visão da cidade.
Saludos
Carmen L.