3 de mar de 2013

Luxor: Templo de Karnak

 Os dois templos mais  famosos de Luxor costumam ser visitados num mesmo tour. E foi assim mesmo que conheci os templos de Karnak e Luxor no tour incluído no cruzeiro pelo Nilo.
 O Templo de Karnak (que ganhou esse nome por causa de uma aldeia vizinha) era o principal templo dedicado a Amon-Rá e sua construção total levou mais de dois mil anos (até hoje está conectado ao Templo de Luxor por uma avenida de quase 3km repleta de esfinges).



  Contou o nosso guia que Karnak foi o centro religioso do Império e ali chegaram a trabalhar 80 mil pessoas simultaneamente; com o passar do tempo, depois ficou submerso nas areias do deserto por séculos a fio. Muitas de suas construções desapareceram não por essa submersão mas sim pelo efeito de pilhagens seculares.

O guia ficou pequenininho, pequenininho em meio ao pátio das colunas






O lago reúne superstições locais: para "escolher" o sexo do bebê vindouro, é preciso dar o número de voltas corretas nele



 A mais importante delas, o grande templo de Amon-Ra, continua lá, repleto de pátios e colunas gigantescas (134, segundo o guia). Anais de Tutmés II nas paredes falam dos 20 anos de conquistas do faraó. O local é imenso e foi um dos poucos em que achei que o tempo destinado ao tour não foi suficiente - tinha tanta, mas TANTA coisa para ver, entrar, espiar que daria para passar um dia inteirinho dentro do templo.




À noite, rolam espetáculos de luz e som em alguns dias da semana. Belíssimo templo.

Um comentário:

Cristina (VnV) disse...

Estava em dívida de não ter vindo aqui ver esses lindos posts do Egito. Me fizeram revisitar a minha viagem.