15 de jun de 2007

El inovidable Té Alvear

O Hotel Alvear é um símbolo indiscutível da belle-epóque argentina, num verdadeiro palácio. Inaugurado em 1932, completa este ano 75 anos de serviços primorosos e atendimento impecável, em ambientes luxuosíssimos. Localizado no charmoso bairro da Recoleta, mima seus hóspedes com mordomo particular, amenidades Hermès, algodão egípcio de 500 fios, entre outros. Para celebrar suas "bodas de diamante", está preparando um grande evento para outubro e diversas melhorias em suas instalações, como a inauguração de um grande spa, prevista para o começo do segundo semestre.
Dentre seus magníficos salões, destacam-se o L'Orangerie e o Jardín D'Hiver, onde todas as tardes é servido um luxo acessível a qualquer um (60 pesos o chá completo para duas pessoas): o famoso Té Alvear, de serviço impecável e uma imensa variedade de sabores de chás e pastisseries servidos em louça Noritake (desenhada exclusivamente para o hotel). Há música ao vivo no piano de cauda, neste que é o mais tradicional ponto de encontro em Buenos Aires - todo mundo parece se reunir por lá e, acredite, a língua mais falada é o português. Fique com o "blend Alvear", sabor desenvolvido especialmente para o hotel pela loja Tealosophy, presente também na Galería.
Para um chá mais romântico, fique com o clima mais reservado do Jardín D'Hiver. Se estiver com amigos, opte pelo luxo do L'Orangerie, restaurante no qual os hóspedes do hotel também desfrutam seu café da manhã.
The Unforgettable Alvear Tea
The Alvear Hotel is an unquestionable symbol of the belle-epóque Argentine, in a true palace. Opened in 1932, it completes this year 75 years of accurate services and spotless attendance, in rooms and lounges full of luxury. Located in the fancy neighbourhood of Recoleta, it spoils its guests with particular butler, Hermès amenities, 500 threads Egyptian cotton bed linen, among other things. To celebrate its “diamond anniversary”, it is preparing a great event for October and a lot of improvements in its installations, as the opening of great spa. Among its magnificent halls, the L'Orangerie and the Jardín D' Hiver are distinguished, and it's there where all the afternoons is served an accessible luxury to everyone (55 "pesos" for the complete tea for two): the celebrity Té Alvear, with spotless service and an immense variety of flavors of teas and pastisseries in Noritake ware (drawn exclusively for the hotel). It also has live music in the tail piano, in the place that is the most traditional meeting point in Buenos Aires - everybody seems to congregate there and, believe, the most said language is Portuguese. Choose the “blend Alvear”, flavor developed especially for the hotel by the Tealosophy store, which has a store in the Galería. For a romantic tea, take the most intimate Jardín D' Hiver. If you will be with friends, choose to the luxury L'Orangerie, restaurant in which the hotel guests also enjoy its breakfast.

12 comentários:

Rodrigo Purisch disse...

Mari,

Você testou algum Sunday Brunch em BsAs? O do Four Seasons e do Alvear parecem ser os mais concorridos.
Parabéns pelo Blog e pelas dicas.

Estou anotando todas.

Um abraço

Erika disse...

Esse chá da tarde é mesmo increíble, como diriam os argentinos. Atenção nos mínimos detalhes, pastisseries de primeira e ambiente extremamente encantador. Vou todas as vezes que estou em BsAs.

Vilma disse...

Mais uma vez, tenho que concordar com vc, Mari: o chá do Alvear é uma experiência maravilhosa, daquelas pra repetir em todas as visitas a Buenos Aires.E o brunch, Rodrigo, é uma experiência mais incrível ainda, regada a champagne. Prepare-se para passar horas do seu domingo por lá.

Mari Campos disse...

Rodrigo, a Vilma tem razão: o Brunch do Alvear é espetacular - mas é também disputadíssimo. Nem pense ir sem fazer reserva antes, ok? Como o espaço não é tããããão grande, é bom fazer reserva assim que vc definir o brunch como seu programa do domingo, pra garantir. O do Four Seasons eu não conheço pessoalmente, mas certamente deve ser muito bom também - embora o brunch tradicional do domingo para os argentinos (e um monte de brasileiros! rs) seja mesmo o do Alvear.

Juli disse...

Nossa, esse chá da tarde deve ser mesmo incrível! Pelas fotos, já dá pra ver o esmero com louças e pratarias, sem falar no ambiente luxuosíssimo. Passou pra minha lista de must have.

Camila disse...

O chá do Alvear é isso mesmo: requintado, envolvente, delicioso, inesquecível. Daquele tipo de programa que podem participar diferentes estilos, diferentes classes sociais: parece que você encontra lá todo tipo de gente, num oásis de tranquilidade e refinamento em pleno centro de Buenos Aires.

Rodrigo Purisch disse...

Mari,

Os Destemperados fizeram um post sobre o Té
http://destemperados.blogspot.com/2007/08/o-memorvel-t-do-alvear.html

parece que os preços andam subindo em Buenos Aires...

Mari Campos disse...

Rodrigo, 5 pesos a mais em toooooda essa maravilha, não são nada, não é mesmo??? ;)

FILIGRANA disse...

Mari, que ambiente lindo !!!! Fora a louça, pratas, e os quitutes de primeiríssima ! Menina não tem pra ninguém mesmo. Estou salivando com essas gostosuras.
Não sei quanto são 60 pesos, mas pelo que você diz deve ser baratíssimo. beijos

Mari Campos disse...

Majozinha, a virada do ano fez os preços do Té Alvear subirem de novo! Agora são 75 pesos - mas eu ainda acho que valem cada centavo! É uma experiência! Pra vc ter uma idéia de valores, 75 pesos hj em dia são menos de 50 reais.

su disse...

que delicia é lembrar do Hotel Alvear
tive ali uma estadia maravilhosa, senti-me como uma hospede especial, alem de estar no mesmo bairro, Ricoleta, dos melhores restaurantes, lojas de grife, tudo de bom mesmo.

su disse...

que delicia lembrar do Hotel Alvear
tive uma estadia encantadora por lá.
senti-me como uma hospede especial, além de estar no mesmo bairro, Ricoleta, de ótimos restaurantes e lojas de grife. Foi um luxo.