2 de jun de 2007

Toledo, España

Essa cidade medieval fica a apenas 1h de Madri e guarda o charme de suas ruelas estreitas, repletas de lojinhas de armaduras, espadas, marzipãs e damasquiaria. Para aqueles que têm um único dia para passear na cidade – e essa é uma medida suficiente, sim – segue aqui um roteirinho sucinto dos lugares mais legais da cidade. O legal é começar o passeio nos Jardines de la Vega y el Hospital de Tavera também chamados de Afuera, uma construção renascentista do século XVI. Se vc chegou de trem ou de ônibus, saiba que dá pra ir caminhando até lá. Se achar a subida muito forte, ônibus parte para o centrinho da cidade medieval a cada 30 minutos. Depois de curtir o visual, ande mais uns 300 metros e passe pela Puerta de la Bisagra, construída por Carlos V, onde fica a passagem para o centrinho histórico através da calle de Arabal, que vai dar justamente em frente à igreja de mesmo nome. Seguindo pela mesma rua, você chegará à Puerta Del Sol, do século XIV, e à Mesquista Del Cristo de la Luz, de 999. Na Puerta Del Sol fica um mirante muito bacana, para ter uma visão panorâmica dos campos da região. Ao lado do mirante, vale dar uma espiada nas barraquinhas da Plaza Zocodover, que fica cheinha de jovens, sobretudo nos finais de semana. Dali, é possível atravessar o Arco de la Sangre e chegar ao belo Hospital de
Santa Cruz, outra das muitas construções renascentistas da cidade, convertido agora no Museo de Santa Cruz. Certamente você será desviado muitas vezes ao longo deste percurso, atraído pelo charme das ruelas estreitíssimas e pelas muitas armaduras colocadas na entrada das lojinhas do centro histórico. Bom preço nas miniaturas e especialmente nas peças de damasquiaria, com filetes de ouro.
O ponto mais famoso de Toledo é certamente o Alcázar, fortaleza em estilo romano várias vezes reformada pelos reis católicos e visível de qualquer canto da cidade. Não tenha pressa na visita. Depois, ainda haverá tempo de sobra para perder-se na calle de Tornerías, a mais comercial do centro, e chegar à Plaza de las Cuatro Calles, quase em frente à Catedral. Construída desde 1226, levou mais de 250 anos para ser concluída e é um dos mais famosos exemplos da arquitetura gótica européia. Sua porta principal fica na Plaza Del Ayuntamiento, de onde se vê o grandioso Palácio Arzobispal. Antes de partir, ainda vale percorrer a Calle de Santo Tomé e visitar a igreja do mesmo santo, que tem uma imponente torre em sua fachada e a obra “El entierro Del señor de Orgaz”, de El Greco. Por falar em Santo Tomé, nesta mesma rua e em mais dois outros endereços ficam lojinhas dos Marzipans Santo Tomé, imperdíveis. Toledo é também muito famosa pelos marzipãs macios e extremamente saborosos que produz; não resista. Boa pedida também é o Museo de El Greco, que fica na calle de San Juan de Dios, pouco depois da Igreja de Santo Tomé, e pertinho da Sinagoga Del Transito. Na Plaza y Convento de Santo Domingo podem ser contempladas as primeiras obras pintadas por El Greco na cidade. Antes de partir, visite a Torre Mudéjar da Igreja de San Román para ter uma das mais belas vistas da cidade, incluindo no horizonte a silhueta do Alcázar. (fotos gentilmente cedidas por Alexandre Campos)

Um comentário:

Anônimo disse...

É sempre um prazer ler um texto bem escrito. Estava procurando informação sobre Toledo, fiz a pesquisa em espanhol, por pensar que era mais fácil encontrar, e deparei-me com esta bela descrição da cidade e suas maravilhas na nossa língua comum. Bem haja.
JFMN