22 de ago de 2007

Viajando nos shows e espetáculos

Viagem é lazer, certo? Então não abra mão das opções de entretenimento no destino visitado. Sejam espetáculos teatrais, concertos, shows ou baladas, o que não faltam são opções para você se divertir, seja qual for o seu destino. Se você viaja no verão europeu, por exemplo, o alto preço que você paga por passagens e hotéis é compensado pela vasta gama de entretenimento gratuito que essa época do ano oferece aos visitantes dos mais diversos países do continente. Aproveite!
Se você não deu essa sorte, não tem desculpa: com qualquer orçamento, gordo ou raquítico, é possível participar de diversas opções de entretenimento no local visitado.
Para conferir o que rola no seu destino, invista um dinheirinho mínimo (normalmente um euro) comprando a Time Out local. Em Paris tente também a Pariscope e em Londres a London Town. Claro que a pesquisa na Internet e as dicas de amigos que já estiveram lá valem, e muito. Mas as baladas e os espetáculos e shows em cartaz mudam muito rápido; essas revistinhas impressas são uma mão na roda para você se organizar e saber o que está acontecendo de melhor (às vezes até de graça) na cidade.
Quase toda grande cidade européia e da América do norte tem guichês da TKTS que vendem ingressos para o mesmo dia de bons espetáculos com grandes descontos, geralmente de 40%. Claro que os ingressos geralmente são para os assentos mais caros, mas a economia vale para quem resolve gastar de uma a duas horas na fila – se demorar mais que isso, desista; você não tira férias para gastá-las em filas, certo? Nos teatros do West End londrino você pode comprar ingressos antecipados para qualquer espetáculo mas, se não fizer questão dos melhores lugares, encontra verdadeiras pechinchas uma ou duas horas antes – como são lugares que sobraram mesmo, normalmente são vendidos com 50% de desconto. Na Broadway, cujos ingressos mais baratos para os espetáculos custam em torno de 60 dólares, você tem a opção de adquirir standing tickets. É isso mesmo que você está pensando: são lugares em pé, por mais de 2h30. Mas ficam atrás da platéia vip, em linha reta com o palco, com visibilidade muito melhor que os de 60 dólares, que vira e mexe têm alguma barra ou pilar na frente: custam em geral entre 20 e 25 dólares. Na Ópera de Berlim assentos de última hora são vendidos por valores a partir de 7 euros. Na de Viena os standing tickets começam a ser vendidos às 16h do dia do espetáculo e custam míseros 2 euros.
Se faz questão dos espetáculos mais concorridos e não está disposto a ficar com lugares mais distantes e muito menos pegar fila, utilize serviços online de compra e reserva, como os oferecidos pelos cartões de crédito e alguns bancos e o da Ticketmaster. Outras opções: www.broadway.com, www.teleticketservice.com, www.fnacspectacles.com , www.topticket.es . A vantagem desse serviço é que você garante o seu assento, recebendo os tickets em casa via correio ou retirando na bilheteria, na hora do espetáculo, com documento de identidade.

2 comentários:

Emília disse...

Eu não sabia dessa história de standing tickets...vivendo e aprendendo.
Para quem tem bom pique, é uma opção a se considerar!

Marcio Nel Cimatti disse...

Aqui em Amsterdã é possível achar alguns tickets que sobraram no balcão do Last Minute. É uma boa opção.

Bjo!