7 de abr de 2008

Continente sem fronteiras

Não sei se vocês viram, mas a União Européia abriu no último final de semana do mês de março as fronteiras de 24 de seus países-membros. Agora as fronteiras entre esses territórios estão abertas ao livre trânsito de pessoas pois foram abolidos os últimos controles de passaportes no perímetro que é chamado de Zona de Schengen. Pelo novo tratado, a partir de então 400 milhões de pessoas no continente podem ir e vir entre os países sem nenhum tipo de rigor. Mas, para evitar o livre trânisto de criminosos e imigrantes ilegais, as condições estabelecidas para a adesão de um país à Zona de Schengen são rigorosas e incluem a obrigatoriedade do SIS (Sistema de Informação de Schengen), através do qual todos os policiais de fronteiras dos países que compõem a Zona precisam ter acesso a um banco de dados centralizado na França. O computador central fica localizado em Estrasburgo com mais de 20 milhões de dados.
A Zona de Schengen tem hoje 3,6 milhões de quilômetros quadrados, mas Reino Unido e a Irlanda não pretendem aderir a ela, mantendo seus postos fronteiriços.

Um comentário:

Anônimo disse...

Segurança sem excesso de burocracias. É disso mesmo que um viajante precisa!
bjs
Le