9 de jun de 2008

A cara cosmopolita da Noruega

A cara mais cosmopolita da Noruega está, sem dúvida, em sua capital. Oslo, ainda que mantenha a aura e a qualidade de vida das cidades pequenas, vibra entre as grandes capitais européias, com intensa vida cultural e agitada vida noturna. Apesar de seu pouco mais de meio milhão de habitantes, atrai cada vez mais turistas interessados em sua mescla de arquitetura moderna do norte europeu com o clima bucólico de estar dentro de um grande fiorde.
O ponto mais agitado da capital, dia e noite, é sem dúvida a baía da cidade que concentra diversos bares e restaurantes, a maioria especializados nos famosos pescados noruegueses. É na movimentada praça Aker Brygge, com seus muitos restaurantes e cafés, que os viajantes começam e terminam seus dias na cidade – e é ali mesmo que Oslo vibra. No verão, suas mesinhas ficam lotadas de turistas e moradores estimulados pela visão recortada da marina, em dias que nunca têm fim – já que o sol nunca se põe. Mesmo no inverno, com os dias escuros, a calefação permite que muita gente aproveite a brisa do mar da região até mais tarde.
Conhecida até 1925 pelo nome de Kristiania – que ainda batiza algumas lojas e construções da cidade – Oslo fica numa região que mescla florestas, lagos e ilhas, dentro do Oslofjorden. Como se não bastasse a beleza geográfica da cidade, ainda oferece mais de 50 museus e inúmeras galerias de arte – a maioria no charmoso distrito Bygdoy - para manter o visitante ocupado.
Gostosa de caminhar, Oslo concentra no seu centro histórico, nas proximidades da avenida Karl Johan, seus principais monumentos e prédios históricos, como o Palácio Real, o imperdível Museu Histórico, a Galeria Nacional de Arte, a histórica Universidade de Oslo, o Teatro Nacional e o Museu Ibsen, dedicado à vida e à obra do dramaturgo norueguês Henrik Ibsen. Mesmo no inverno, quando o frio e o vento costumam ser intensos, a caminhada certamente vale a pena.
O Museu Histórico (http://www.khm.uio.no/) reúne os acervos Etnográfico, de Antigüidades e de Moedas e Medalhas da nação, com peças desde a época dos vikings. Mas é a Galeria Nacional (http://www.nasjonalgalleriet.no/) que definitivamente cativa o visitante, com uma das maiores impressionistas e expressionistas do velho continente. Seu ponto alto é, sem dúvida, um dos três estudos de Munch para o quadro O Grito; a própria obra original, que havia sido furtada, também deve ser devolvida (após o restauro) à galeria nos próximos meses. Os fãs do pintor também podem conhecer outras obras suas no Munch Museet (http://www.munch.museum.no/).
Finalizado o passeio do centro histórico, o visitante deve rumar para o bucólico Bigdoy, que concentra o Museu Folclórico da Noruega (http://www1.folha.uol.com.br/folha/turismo/noticias/www.norskfolkemuseum.no, que tem em seu interior até mesmo uma igreja medieval de madeira, do ano de 1100, trazida do vilarejo de Gol em 1880), o Museu de Arte Contemporânea (http://www.museet.no/), e o imperdível Museu Viking, com réplicas perfeitas das embarcações dos primeiros colonizadores da região – teria sido justamente o viking Leiv Erikson, norueguês, quem primeiro descobriu a América, cerca de 500 anos antes da famosa viagem de Cristóvão Colombo.

De propriedade da família Brochann, o Hotel Continental é há quatro gerações o mais famoso hotel de Oslo e vale ao menos uma visita. Ostenta uma das maiores coleções de ilustrações de Munch decorando suas áreas comuns, bem em frente ao Teatro Nacional. Seu Theatercafeen é até hoje ponto de encontro de moradores, turistas, artistas e intelectuais, especialmente nas noites de espetáculo. Stortingsgarten, 24-26, (47) 22824000, http://www.hotel.continental.no/. Diárias a partir de US$265

Para visitar a cidade com tranquilidade, vale adquirir o Oslo VIP Pass que, em versões de 24, 48 e 72 horas (com valores entre 40 e 80 dólares), o passe dá direito a entrar gratuitamente em todos os museus da cidade, descontos em diversas atrações, bares e restaurantes e ainda inclui um mini-cruzeiro com almoço pelo Oslofjorden na versão 72 horas.

6 comentários:

Pat disse...

Puxa, Mari, Oslo é mais bonita do que eu pensava!

Diogo disse...

Nossa Mari, Oslo vista pela tua lente é demais.

E não rolou um Destemperados lá que possas nos mandar?

Bjos

Ju disse...

Mari, esses últimos posts, com essas fotos fabulosas, estão me matando! Quero viajar agoooooora!

Ca disse...

Oslo parece linda, Mari, mas eu ainda tô pirando nas fotos do post debaixo... ; )

Erika disse...

Essa noruega é tudooooo!

FILIGRANA disse...

Nossa Mari, Oslo é linda mesmo ! Vai pra listinha ;)