18 de fev de 2011

Chip internacional barato!

imagem do site do Max Roam
Foi minha querida Rachel Verano quem primeiro postou a novidade lá no Viajar Bem e Barato no final do ano passado. O post rendeu tanto que virou materinha da VT. E é mesmo uma baita descoberta.
Bem que eu vi que ela tinha me ligado umas duas vezes, da França para o Brasil, nem tchuns com a demora na ligação. É que ela comprou um chip da Max Roam, um chip de celular internacional que pode ser usado em trocentos países diferentes (mais de 230, na verdade), com custos para receber e fazer chamadas infinitamente inferiores (ui!) que os cobrados pelas nossas abusadas operadoras brasileiras e bem inferiores aos cobrados pelas operadoras tradicionais de telefonia celular em outros países.
A grande barbada é que o chip deles praticamente não cobra roaming; a maior parte dos destinos aceita e recebe chamadas como se fossem ligações locais, por isso sai tão barato - na maior parte das vezes, centavos de euro por minuto. 
Você compra o chip pelo site e recebe o dito cujo na sua casa - pagando frete, é claro. Qualquer chip que você compre, já vem com créditos - o mais barato custa 15 euros, com dez de crédito (mas quanto mais minutos de crédito tem, mais barato fica no final das contas). Desbloqueia também direto no site, que conta com um excelente Rate Calculator para você saber exatamente quanto custará cada minuto da brincadeira.
Eu não gosto de telefone. Nunca gostei, do tipo que fica aflito se uma ligação demora mais que três minutos :-)  É raro eu ligar pra minha família e meus amigos durante uma viagem, porque via internet dá pra bater o maior papo, de maneira tão simples - e grátis, se onde eu estiver contar com wifi free. Mas que é uma baita mão na roda ter um celular pra poder fazer reservas em restaurantes, checar informações e até marcar um café com um amigo de viagem, não se discute - eu mesma já comprei chips locais para lugares onde fiquei pelo menos uma semana. Acho que o Max Roam chegou pra resolver todos esses nossos pepininhos ;-)
Merci beaucoup, Rachelzita!

9 comentários:

Virginia Lucia disse...

Realmente é um achado, Mari, vou testar na próxima viagem. Eu sempre uso os cartões telefônicos, mas o valor do minuto para celular não é baixo. Ligar do hotel, nunca! Acredita que eu avisei a uma amiga que ligar do hotel era caro, ela insistiu e depois caiu pra trás com os U$ 58, tsc, tsc...

hannalac disse...

Moro na España e comprei o chip. A ligaçao é boa mas os valores sao mt maiores que anunciados no site. Por exemplo, daqui e ligando para um fixo no br, deveria ser 0,30€ mas me cobraram 1,19€. Já mandei email perguntando o porque e depois de 10 dias ainda nao foi respondido.
O bom, é que por apenas por 3€ por mes tenho um numero 55 11 e podem me ligar por preço de celular do brasil.
O chip é da ryanair, e pelo site dele é possivel comprar por apenas 5€ (Site ryanair -> Más Itinerancia)

Fred Marvila disse...

Oi Dona Mari :)

Eu já tinha visto esse chip ano passado quando a Raquel postou no blog dela e não achei que é assim tão vantagem em termos econômicos :/

Uma chamada para o Brasil custa 30 centavos de euro para fixo. Mas isso somente ligando de alguns países como França, Espanha e Inglaterra.

Portugal por exemplo custa 49 centavos de euro. Se estiver nos EUA então é MUITO mais caro: 1,43 euros e esse mesmo valor para receber chamadas!

Mesmo tomando como exemplo o local mais barato a 0,30 euro, com 10 euros você fala apenas 33 minutos.

Se você comprar um cartão de telefone internacional (menos prático, é verdade), você consegue tarifas bem melhores. Minha sogra foi para Portugal e comprou um cartão de telefone internacional por 5 euros e falou 80 minutos.

Nos EUA há a opção de comprar um celular descartável que vem com 300 minutos (locais) ou 200 minutos para o Brasil. Até mesmo comprando chip GSM por lá a tarifa é mais barata (0,15 centavos de dólar o minuto).

Eu falo dessas opções lá no Sundaycooks :)

http://sundaycooks.com/2010/04/19/como-fazer-ligacoes-internacionais-baratas-no-exterior/

As únicas vantagens que eu vejo nesse cartão são:

* Comodidade de não ter de trocar de chip em cada país.

* Poder receber ligações.

No primeiro eu nem acho tanta vantagem pois as tarifas não são tão boas assim, mesmo nos países mais baratos.

O segundo caso é o que faz mais sentido em ter o chip, mas cuidado, pois a tarifa de receber ligações também só é barata em alguns países.

Enfim, só em casos muito específicos eu acho que valha a pena esse chip como alguém que viaja muito e precisa ficar em contato com o Brasil o tempo todo (o que não é o caso da maioria das pessoas :P)

Ah, e só se você não tem smartphone/laptop e wi-fi por perto :P

Argh, acho que falei demais hahahah

Bjim,
Fred Marvila

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

FRED, não falou muito, não, fez observações muito pertinentes! Acho que, mais importante que o valor por minuto, o que conta de verdade nesse chip é a praticidade - tenho uma amiga que deu a volta ao mundo sem mudar de chip, o que era uma coisa impensável antes, né? Particularmente, não consigo nem mais pensar em comprar um cartão telefonônico e sair por aí atrás de um telefone público, mas eu sou mala messs hehehehe E ainda acho, como eu disse, a internet o melhor serviço de comunicação EVAH. Mas pra quem vai ficar em apenas um país, comprar um chip local ainda é um negócio mais interessante.
HANNALAC, deve ter mesmo algum pepino com o seu chip. Tenho 3 amigos utilizando em diferentes países, e todos têm sido debitados somente o valor do site mais impostos. Melhor cobrar mesmo info deles.

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

Aliás, falando em telefonia celular, vou repetir uma coisa que já falei: o que eu mais amo nos chips gringos é que não existe essa história absurda de validade de créditos como no Brasil. Tenho um chip espanhol e um português, pré pagos, que cada vez que eu volto para qualquer um desses dois países o chip está funcionando perfeitamente e o que restou de créditos do ano anterior ainda tá lá, bonitinho, esperando ser usado. Ah, se aqui fosse assim, né? ...

Andrea disse...

Eu comprei um chip da Maxroam para iPhone com 90 minutos de créditos 50mb de dados e 100 de SMS e desbloqueei nada constava, alguém já passou por essa situação ?

PêEsse disse...

Comprei o chip da Maxroam mas depois do primeiro mês de uso vi que os preços cobrados são altos e não compensam essa comodidade (que nem é tanta assim) de não precisar trocar de chip.

Na América do Sul não compensa de jeito nenhum. Vi no site os preços cobrados nos meus últimos destinos na região e eram os seguintes:

- do Chile para o Chile: € 2,99
- do Uruguai para o Uruguai: € 2,99
- da Argentina para a Argentina: €3.99

Fica complicado ligar para reservar restaurantes com esses preços por minuto.

Dos EUA para os EUA também não é nada barato: €2,99

Em janeiro estive pela África do Sul. Se eu tivesse usado lá (ligando para a África do Sul) teria pago €2,99.

Um estrangeiro no Brasil também paga caro. Fiz umas ligações teste para um telefone fixo no Brasil e o minuto saiu por €1,99 (sem falar que demorei muito para conseguir efetuar uma ligação bem sucedida).

Só na Europa é que a coisa melhora:

- do Reino Unido para o Reino Unido: €0,39
- do França para a França: €0,39
- de Portugal para Portugal: €0,39

Para ligar desses países que mencionei para o Brasil os preços variam mas são ainda mais caros.

No começo eu achei que o Maxroam era realmente “a” solução mas depois vi que ele só vale mesmo a pena para ligar da Europa para a própria Europa. Fora disso, é caro. Isso de não precisar trocar de chip é mais relevante para quem precisa receber bastante ligações durante a viagem, o que não é a regra da maioria.

No meu caso, portanto, valeu comprar o chip por cautela, mas a idéia é manter o esquema anterior (Skype e, quando não dá, outros meios).

Thiago Lira disse...

Qdo vou pros EUA uso o chip da Mobelix.. eu descobri esse ano tb, tem me ajudado mto e é bem barato.

Anônimo disse...

Recentemente usei o chip da Maxroam na Europa e concordo com as postagens anteriores: ele só funciona 100% e com boas tarifas nas ligações dentro da Europa com a facilidade de ter sempre o mesmo chip. Outra vantagem é o número local - quem liga do Brasil não precisa pagar a tarifa internacional e quem tem o celular só paga o aluguel mensal do número mais alguns centavos por ligação recebida e não aquela tarifa exorbitante de roaming das operadoras brasileiras. Mas tem ainda 2 inconvenientes: a maioria dos torpedos recebidos/enviados para o Brasil não chegou (a Maxroam confirmou que existem "problemas técnicos") e as ligações para o número local nem sempre eram completadas na primeira vez, tem que insistir.
Sílvia