27 de ago de 2011

Comer em Santiago: Osaka, cada vez melhor

 Eu já tinha conhecido o Osaka quando estive em Santiago em novembro do ano passado, lembram? E eu já tinha achado o restaurante o mais gostoso de Santiago. Gostoso em todos os sentidos: pela comida japa-peruana impecável (ok, nipo-peruana é o correto...), pelo ambiente lindo, pelo serviço bacana, tudo de bom. Então fiquei mais do que feliz quando já desembarcamos em Santiago decididos a só deixar as malas no quarto e descer direto pro restô.
O Osaka é um dos restaurantes do belo hotel W Santiago e ganhou atenção internacional logo após sua abertura. O ambiente é moderno, estiloso e aconchegante como todo o hotel. E ainda tem a proposta maravilhosamente bem executada de servir comida "peruano oriental" que cativa até os paladares menos suscetíveis a ambas cozinhas.
Bom, se eu já sou naturalmente apaixonada pela cozinha japonesa e fãzaça da culinária peruana, não preciso nem dizer que praticamente #morri ali.
 Você recebe o cardápio e é tanta delícia junta que você simplesmente não sabe o que pedir. Vai por mim: peça um pouco de tudo. Fique firme naquele pensamento de que "cozinha japonesa é light" e mergulhe sem culpa :-))))
 O melhor do Osaka é que ele não tem nada de turistão. No almoço, o público era majoritariamente de executivos fazendo ali seu almoço de todo dia. Adoro restaurante com essa vibe.
 Então bora começar comme il faut, pedindo um pisco sour especial, que eles, vejam só, preparam com pisco peruano :-)
 O chef Ciro Watanabe é pura simpatia. Trabalhou duro durante todo o tempo do nosso almoço, sem descanso; mas só sorrisos pra todo mundo. BAITA talento, anota aí.
 TUDO foi divino. Dos bolinhos incríveis de centolla...
 ... aos mini rolinhos primavera....
 ... e sushis impecáveis.
 E foi ali que eu comi as melhores vieiras da minha vida, que chegam meio flambadinhas.
 Vai, outro close das vieiras porque elas estavam mesmo DIVINAS.
 O ceviche é puro Peru - dá pra ver pelo milho, não dá?
 E essa coisa LINDA acima é o Wasabi Martini, um ceviche caprichado no wasabi que é uma LOU-CU-RA.
Daí, pra terminar, depois de consumir um milhão de calorias sob o pretexto da cozinha oriental "light", dividimos as sobremesas. Meu conselho: nem leia a carta e peça direto o Volcán de Chocolate. Dos deuses.
Tô só sonhando com a hora de voltar lá.

Nenhum comentário: