20/10/2011

Um giro pelo Grand Bazaar

 Não escondo de ninguém que tenho clara preferência pelo Spice Bazaar, ou Bazar Egípcio, em Istambul - menorzinho, mais colorido, mais barato, vendedores mais gentis, perfumado.
  Mas é claro que rodar pelo Grand Bazaar faz parte definitivamente de uma viagem a Istambul, seja pela primeira, segunda ou enésima rodada.
 E é passeio delicioso, claro, mesmo com todo o assédio por entre as barracas. E também a com maior concentração de brasileiros por metro quadrado, por sinal.
 A regra ali é pechinchar. Ao contrário do Spice Bazaar, são raríssimos os locais com preços fixos por lá.
 Essa é minha parte predileta do gigante complexo que é o mercado.
 São as lojinhas mais antigas, de relojoarias, tapetes, louças etc.

 Ali também é o lugar para fazer uma paradinha para um çay ou o tradicional café turco, fortíssimo.
 E eis que entre tantas lojinhas típicas de luminárias e pashminas...
 ... olha o que eu encontrei lá esse ano!
 Sim, uma loja da MAC :-S
Bom, diz ali que é temporário. E tomara mesmo que seja. Por mais que a MAC seja uma loja bacana, que a maioria das mulheres adora, estar ali em meio ao Grand Bazaar... pelamordedeus, né?!

2 comentários:

Bá Conti - publicitariaeviajante.blogspot.com disse...

Ai, nada a ver...
Pra mim, #megafail!
Deixemos que o tradicional continue sendo tradicional - afinal, o moderno já tem espaço demais!

Teté disse...

adoro o Grand Bazaar, mas realmente uma MAC alí é totalmente fora do contexto... ai, essa globalização!