19 de fev de 2012

South African Airways (SAA): como é a executiva deles

O café da manhã servido no trecho Cape Town-Johannesburg
 Penso em milhas cada vez que passo meu cartão de crédito para pagar whatever it is. E tenho uma regra básica e imutável no quesito milhas e pontos de programas de fidelidade, muito bem aprendida via Rodrigo Purisch, e que vocês já estão carecas de saber: milha boa é milha gasta. Ou seja: junto milhas com objetivos palpáveis, específicos, e emito as passagens prêmio assim que meu objetivo é atingido - nada de ficar juntando milhas ao Deus-dará.
Belo espaço entre poltronas no trecho Johannesburg-São Paulo (só  apoio de copo, dividido com o passageiro do lado, não foi muito bem pensado)
 E tenho uma vice-regra, que costumo colocar em prática sempre que possível: melhor se puder ser de executiva. Afinal, o custoXbenefício de uma passagem emita com milhas/pontos na classe executiva é bastante mais interessante que o custoXbenefício de efetivamente pagar por esse bilhete.
As revistas distribuídas pela tripulação no início do voo têm que ser devolvidas no desembarque! #naocurtinadinha
 Pra viagem agora de janeiro/fevereiro, eu só precisava de um único trecho aéreo: como eu fui de navio até a África do Sul, eu só precisava da perna Cape Town-São Paulo. E fiquei CHOCADA com os preços cobrados por esse único trecho em classe econômica - pela própria SAA, saía BEM mais caro só o trecho de volta que a passagem ida e volta desde o Brasil (o voo mais barato era com a Emirates, mas eu teria que voar da Cidade do Cabo até Dubai pra depois voar até São Paulo!)
Menu super bem feitinho, inclusive com carta de vinhos à parte
 Então não pensei duas vezes sobre emitir esse trecho com meus pontos do fidelidade TAM. Com a TAM integra a Star Alliance, dava pra emitir bonitinho com a SAA, que é o trajeto mais óbvio, curto e prático possível (via Joanesburgo) - eu tinha gostado muito dos voos que fiz com eles em 2010 (como vocês podem lembrar aqui). E,  por 40 mil pontos (que era exatamente o que eu usaria por um trecho na econômica para a Europa na mesma época), emitir a passagem prêmio na Executiva me pareceu um baita negócio. E foi mesmo.
Canapés e champagne servidos antes do almoço
Check in rápido na Cidade do Cabo, bons lounges ali e em Joanesburgo e serviço bem bacana à bordo. Na verdade, curti menos os comissários que me atenderam esse ano na business que os da econômica há dois anos; mas em termos de conforto, espaço, entretenimento à bordo e, sobretudo, qualidade das refeições, não tenho mesmo do que me queixar.
A entradinha ultra caprichada do almoço
Curiosidade: sabia que nos filmes do entretenimento à bordo as cenas de sexo são cortadas e faz "piiiiii" cada vez que algum personagem fala algum palavrão? Jupurdeus.

10 comentários:

yara xavier disse...

Oi Mari.
Fui para a África do Sul em dezembro, também pela SAA. Achei bem bacana, mesmo na econômica. Entretenimento individual, bom espaço, comida ok e vinhos nativos servidos sem nenhuma moderação. Distribuíram até uma mini necessaire com meias, máscara para os olhos, escovinha e pasta de dentes. Fazia anos que eu não via isso na classe econômica! A curiosidade, no meu caso, foi um aviso de segurança: é proibido dormir no corredor da aeronave!

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

hahahahaha adorei, yara! o que a falta de noção dos passageiros obriga as cias a fazerem, né?!!!

Carla disse...

Muito bom, Mari! Há alguns anos eu parei de comprar a vista e passei a fazer praticamente todos os meus gastos no cartão, também visando as milhas - quando vou pagar e me perguntam - débito ou crédito? - quase respondo - Milhas!! hahaha. Acabei de emitir minha passagem para Buenos Aires com milhas na executiva, e nesse caso não foi nem a questão $$ - não tinha mais o horário que eu queria, com milhas ou pago na economica. Pena que a viagem p/ BA é curtinha (e de Tam), porque fiquei sonhando com essas comidinhas e bebidinhas aí da SAA...

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

Ca, mas a única coisa ruim é que os voos pra BsAs são operados, em geral, nos A319, então não rolam essas poltrononas lindas. Mas eu acho o serviço da TAM sempre bem, bem legal, viu? Negociação que vc fez ;-)

Carla disse...

Mari, to achando até bom esse voo da Tam não ser uma maravilha, caso contrário não vou querer sair do avião hehehe
BTW, você anda muito "Rodrigo Purisch", sabendo até o tipo de poltrona do avião :P

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

hahahaha quem me dera ter os conhecimentos de aviação do Rodrigo! sonho meu :-)

Renata disse...

+ curiosidade: na tv sul-africana - aberta ou fechada! - também rola um "piiii" toda vez que alguém fala algo religioso. "oh my piiiii" :oD

Janaina disse...

Mari, como faço pra saber a quantidade de milhas da tam que preciso pra voar num voo da SAA por exemplo ? Faco a reserva na SAA ?

Obrigada

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

Janaína, se o seu programa é o TAM Fidelidade você sempre fará tudo pela TAM. Entre no ícone do programa no site da TAM que vc encontrará todas as regras e a tabela de pontos.

Jussara disse...

Comentário super atrasado pq estava off e daí fico sem ler blogs, senão não descanso.
Viajei recentemente de executiva para Buenos Aires, e ao contrário da Carla, que comentou acima, eu gostei bastante: da comida, do atendimento (TAM Mercosur) e até das poltronas. rs
E olha quenão sou nem um pouco fã da TAM, acho o atendimento sempre frio e ruim.