12 de mai de 2012

Excursão a Tulum é assim

 Eu já contei aqui, no Saia pelo Mundo e também em duas matérias para a Viagem e Turismo (a última, um mini guia encartado na edição de fevereiro desse ano) como fazer os passeios pelos arredores de Cancun por conta própria, sem precisar alugar carro ou entrar numa excursão, o que eu recomendo muito.
E ir pra Tulum nesse esquema é bem simples: basta tomar os ônbus da ADO que saem diariamente no terminal de autobuses do centrinho de Cancun e voilá: funciona bem, com dois horários para ir e dois para voltar, e é bem baratinho.
Todo mundo desce do busão no centro de conexão até ficar sabendo em que bus vai embarcar 
 Ir de carro também é fácil, que a infra para estacionar lá é bem, bem, bem organizada, e o acesso é tranquilo, por estradas bem sinalizadas e em bom estado.
quer fotinho com os "maias"? 5 doletas
 E em excursão, well, o que não faltam são opções: trocentos receptivos locais oferecem esse passeio, de ônibus a carros privativos, e você pode compra-los de véspera na própria recepção do seu hotel, seja ele qual for. E, first time ever, eu entrei numa excursão pra lá. Na verdade, resolvi testar aquele que é o passeio mais comprado pelos brasileiros em Cancun: a excursão de um dia a Tulum+Xel ha.
Na excursão, o providencial trenzinho até o parque das ruínas está incluído
 Bom, excursão é sempre a mesma coisa, né? Passaram 7:05 (pontualmente, como combinado) na recepção do meu hotel; mas dali ainda passamos em outros vários e fomos para o centro de conexão da empresa - é a Xcaret Experiences, que faz passeios para todos os parques do grupo. Só saímos mesmo para Tulum quando eram quase nove horas da manhã.
Caminhando bajo en sol o tempo todo
 O atendimento foi bem gentil sempre e a guia era bem educadinha. Mas tivemos menos de duas horas no total para curtir Tulum - e, acredite, vários brasileiros (eram maioria absoluta no meu ônibus) queriam encurtar esse tempo para poder "aproveitar bem Xel ha". Cada cabeça, uma sentença, né?
 Tulum é divina. Aquele mar incrível, aqueles rochedos, aquelas ruínas, aquilo tudo. Por isso mesmo eu recomendo fortemente que se faça um passeio de um dia só pra lá, pra poder aproveitar tudo: todo o parque de ruínas e, claro, também a praia, que é maravilhosa (embora abertona para o sol, zero sombra, haja filtro solar).








Acho, pessoalmente, que Tulum tem muito a oferecer pra ser só uma paradinha a caminho de Xel ha - vc pode deixar o parque para outro dia numa boa, sobretudo pra quem passa uma semana lá, que é o caso da maioria dos brasileiros.
Com sorte, seu horário de chegada ou saída ainda coincide  com uma belezura dessas
Tulum é menos interessante que Chichen Itza do ponto de vista arqueológico, com muito menos pirâmides e ruínas; mas quando você soma ruínas+marzão turquesa+ praia delícia, a equação fica difícil de bater ;-)

5 comentários:

yara xavier disse...

Brasileiros! Nossa gente está viajando muito, mas precisa aprender a viajar.

Jussara disse...

Concordo que Tulum merece um dia só pra ela; nós fomos de carro alugado, e deu pra curtir bastante. O sol realmente castiga, sem sombra nenhuma, minha pele padeceu. :D
Quem precisa ir a Xel-Há com aquela praia maravilhosa? Não sei pra que perder tempo indo a parques artificiais (e chatos) com aquela natureza que é um desbunde (na minha opinião, nada contra quem gosta dos parques, tem gosto pra tudo).

Carmem Silvia disse...

Fui a Tulum no século passado, também nesse esquema de excursão. E também lamentei o pouco tempo dedicado a um lugar como aquele. Parece que nada mudou... Coisas da vida!

Nathalia disse...

Faltam 2 meses pra eu ir a este paraíso! Vou por conta própria a partir de Playa. :)

Nivea disse...

Pois é, brasileiros não têm paciência pra historia e cultura ... triste