28 de mar de 2013

Cruise review: Sun Boat IV, Sanctuary Retreats

 Meu cruzeiro pelo Nilo foi à bordo do Sun Boat IV, um dos 3 barcos da Sanctuary Retreats, parte também dos roteiros da AbercrombieKent.
 O barco tem uma reputação excelente, com capacidade para um máximo de 44 passageiros e uma interessante proporção de membros do staff para hóspedes. Mas, com a crise no turismo egípcio, alguns roteiros estão saindo mais vazios do que o planejado - como o meu, que embarcou com apenas 16 passageiros a bordo, incluindo duas famílias com crianças. Apesar de sermos em número tão reduzido, eramos praticamente um ONU lá dentro: Brasil, Egito, Irã, Líbano, EUA, Reino Unido, Sérvia...
 Apesar dos banheiros diminutos, as cabines têm bom tamanho e decoração bem charmosa. O restaurante poderia servir mais refeições à la carte que buffet, mas a cozinha típica egípcia é bem caprichada, das entradas às sobremesas (bebidas sempre cobradas à parte).
 Todos os dias eram servidos em horários pré-definidos café da manhã, almoço e jantar - e havia sempre um chá com biscoitinhos no final da tarde, quando retornávamos dos passeios.  A tripulação 100% masculina era muito atenta e delicada, uns queridos durante todo o tempo.
Para os almoços ao ar livre, como o churrasco que rolou durante o meu itinerário
 Durante o itinerário, os passeios guiados (dois ao dia, manhã e tarde) estão todos incluídos, sejam em van, barco ou até charrete. O nível de organização e pontualidade dos passeios chamou mesmo minha atenção positivamente; e nosso guia também era excelente tanto no conhecimento quanto na paciência (me esperava fotografar tudinho sempre :D)

 Alguns passageiros sentiram falta de palestras à bordo, mas as atividades de entretenimento eram bem satisfatórias, de aulas de culinária egípcia a show de dervixes e dança do ventre à bordo. Um dos almoços foi servido na varanda externa, com direito a churrasco.
O lounge da recepção
O restaurante
 Na segunda noite, fizeram a galabeya party e todos os passageiros foram convidados a vestir as longas túnicas egípcias e dançar bailes típicos locais (com direito a um cover hilário de belly dance da tripulação ao final). E o barco tem também loja e um belo solário com piscina.
Aula de culinária egípcia bem bacaninha (aprendi tudo :D)
 O wifi à bordo é cobrado separado mas muuuuito instável e nem sempre funciona pela questão satelital; achei que nem compensava comprar e, pelo que vi de outros hóspedes, fiz bem.
A tripulação em coreografia ensaiada de danças típicas egípcias durante a "galabeya party"
Adorei. Fiz o roteiro de quatro dias, de Aswan a Luxor, mas aconselho fortemente que se faça o de 5 dias, de Luxor a Aswan (o de quatro dias passa muito, muito rápido e,desembarcando em Aswan como final do passeio, sobra mais tempo e mais tranquilidade para fazer a extensão a Abu Simbel). Dizem que vai rolar esse ano um roteiro de 10 noites do Cairo a Aswan e vice-versa. Isso sim seria show de bola!!!
Dervixe e passageiros durante o mini show da última noite
Em tempo: dá pra ver os preços avulsos no site, mas vale lembrar que o cruzeiro incorporado ao pacote sai ainda mais em conta. Para quem compra avulso, vira e mexe estão rolando promoções do tipo 3 noites com uma grátis. 

4 comentários:

Juliana Cardilli disse...

Mari, me tira uma dúvida: o roteiro que vc fez é um dos fechados da operadora ou vc comprou um específico para vc? Estava tentando identificar qual foi o seu lá no site deles - estou tentadíssima a ir pro Egito nas minhas férias de setembro, depois de ler seus relatos e ouvir outros muito semelhantes de uma mulher que tbm foi sozinha e tinha acabado de voltar de lá agora no fim de março... Parabéns pelo blog, acompanho sempre (aqui e no Viaje Aqui), mas nunca tinha comentado...

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

Juliana, que bom contar sempre com sua companhia ;) O roteiro que fiz já não está no site (eles mudam ao longo do ano), mas foi praticamente esse aqui http://www.abercrombiekent.com/travel/?fuseaction=dsp_itinerary&tid=5726.
Só mudou o hotel e a distribuição das noites no Cairo. Mas no meu caso não incluía Saqqara+Memphis e Cairo Islâmica; por eles eu paguei privativo separado.

Juliana Cardilli disse...

Obrigada pela resposta rápida! Acabei de ler seu post mais recente, e já estava bem tentada a incluir Alexandria (mas Sharm já não sei, acho que prefiro a Jordânia...). Estou ansiosa para ler os posts sobre os safáris!

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

Daí eu sou suspeita porque AMO a Jordânia; foi por isso mesmo que não quis incluir agora Sharm no meu roteiro ;) Quanto aos post dos safáris, guentaê, que chegam semana que vem!