22 de jun de 2007

Veneza


Veneza é daquelas cidades que causam um verdadeiro turbilhão na sua mente ao chegar: são muitas as expectativas criadas em torno de uma cidade sobre as águas - e todas elas transbordam quando você dá de cara com ela pela primeira vez. E também pela segunda, porque de uma certa maneira você nunca deixa de ficar supreso. Ainda que os vaporettos sejam essenciais para conhecer a cidade, caminhar sem rumo pelas ruelas de Veneza, cruzando pontes aqui e ali, é uma delícia. O único inconveniente são as ordas de turistas que assolam a cidade, sobretudo nos meses do verão (mais de 12 milhões de turistas por ano!). Mas não há como, mesmo com cotoveladinhas esparsas, deixar de se encantar com os casarões datados do século 18 que se descortinam durante as caminhadas e os indefectíveis passeios de vaporetto pelo Grand Canale. A Basílica de San Marco é uma das mais marcantes catedrais da Europa, com sua incrível coleção de mosaicos na fachada imponente. Não se intimide com a fila, porque é impossível não visitá-la por dentro. A Piazza San Marco revela-se sempre mais ainda do que tudo aquilo que você tinha lido, visto na TV e ouvido falar, com aquelas crianças de não se cansam de alimentar e atrair uma infindável quantidade de pombos à praça, rodeada pela Basílica, pelo Campanário e pela Torre do Relógio (que já foi o ponto mais alto do continente). Não menos emblemáticas são os leões de San Marco, cartão postal da cidade. Vale ainda visitar o Palácio Ducal (antiga residência dos dodges de Veneza) antes de cruzar, por cima e por baixo (nos vaporettos, claro!) a Ponte Rialto, a mais famosa da cidade - e uma das melhores vistas para se contemplar. A Galeria da Academia, além do belo palácio, apresenta uma coleção extraordinária de arte. E a Santa Maria Salute, sobre suas palafitas, também merece ser visitada, por dentro e por fora, entre um prato de spaghetti e um sorvete. As barracas e lojas vendendo máscaras são inúmeras, e sempre lotadas. Afaste-se da Piazza San Marco para conhecer as melhores e mais baratas - e também para tomar o melhor café. Se tiver um tempinho, vale pegar um táxi aquático até murano.

7 comentários:

Ro disse...

Opa! Finalmente destinos italianos!!! Já não era sem tempo... rs... será que rola a série toda, com Roma, Pisa, Florença, Milão, Nápoles etc???? :)

Erika disse...

ai, que liiiiiiiiiinda Veneza... Também vou entrar na torcida pela "série Itália"!

Ana disse...

Veneza é linda mesmo, difícil esquecer. Mas no veráo é difícil se locomover por ali; a quantidade de turistas é absurda, de verdade. Recomendo que quem planeja uma viagem pra lá deve pensar na baixa temporada, para se perder com calma, e aproveitar tudo de bom que a cidade tem.

Jocieli disse...

eis aí meu sonho de viagem!

biancafp33 disse...

POuma foto eu percebii como ela é liinda e como é necessario conhecermos ela msmo que seja por fotos !
Eu particurlamente amooo mto a itália em si !
Meu sonho é iir pra iTáliia !
Poiis lá é o paíís ! PrA MIIM o mais boniito ! =]

Anônimo disse...

Eu finalmente vou para a Itália. embarco dia 27 de agosto e espero aproveitar ao máximo esse passeio.
Tenho sonhado com Veneza, porque pelas fotos que ví achei lindo o lugar, espero nao me decepcionar,mas acho que isso nao vai acontecer porque tenho um amor pela Itália que não tem fundamento.

Gostaria de comprar algum livro que mencione os melhores passeios em cada uma das principais cidades da Itália.

Se por acaso vc souber de algum me recomende.

Um abraço

Tania

Mari Campos disse...

Tania, não se preocupe: vc não vai se decepcionar com Veneza, porque a cidade é linda de morrer. Já vi no inverno no verão e ela é sempre muito peculiar - mesmo quando está lotaaaaaaaaaada de turistas.
Para ter boas informações sobre várias cidades italianas, ainda acho que o guia visual da Folha de S. Paulo é muito bom.
Boa viagem!