6 de out de 2010

Um jantar no Cavas Wine Lodge

 Pois é, os posts andam super gastronômicos. Mas, afinal, Mendoza é mesmo um big destino para se comer e beber bem. Sorry pela qualidade das pics nesse aqui - são fotos do celu.
 Sempre que eu pensava em Mendoza, pensava no Cavas Wine Lodge. Vários amigos tiveram experiências incríveis de jantar no restaurante Relais&Chateaux desse hotel. Então lá fui eu.
 À noite, fica climão. É tudo à meia luz, romântico até. Abre todas as noites, mas só atua mediante reserva, já que o restaurante é bem pequenininho mesmo. Mas que comida!
Não desperdice o azeite do couvert, de forma nenhuma: o arauco da casa é fenomenal, pra levar pra casa (25 pesos a garrafinha de 250ml).
 O ceviche vem com milhos enormes tostados. Pra comer em cada garfada, pra minimizar a acidez do limão. Curioso e diferente, mas bem bom.
 O carpaccio estava divino, com o melhor parmesão da viagem.
 Camarãozito e mini risoto de açafrão antes do prato principal, cute.
 Um risotto de funghi espetacular - mas com 2 camarõezinhos no topo que, honestamente, não tinham absolutamente nada a ver com o prato.
E um belo gateauzinho de chocolate pra terminar.

Comida excelente, serviço impecável, preços mais altinhos, belo jantar. Mas... quer um conselho? Vá de dia! À noite não se vê nadica de nada do lado de fora e a gente chega no hotel, literalmente, no escuro (quase não há iluminação na estrada nem na propriedade). É romântico, claro, mas acho que perde muito em ambiente. O In Spirits fez um post lindíssimo mostrando o espetáculo que é esse lugar de dia; certamente vale a visita.

2 comentários:

Carmem Silvia disse...

Li esse post e o do In Spirits.
Uma dilema cruel me assaltou: melhor de dia ou de noite?
Decidi: uma vez durante o dia e outra vez à noite. Pronto!

Geraldo Figueras disse...

Obrigado pela referência Mari!

Carmem, espero que tenha gostado!