20 de fev de 2011

Food paparazzi - você ainda vai ser um

Talvez eu tenha pego essa mania lá por 2007 – ou seria 2008???? – tudo por culpa dos Destemperados. É, é bem provável que eles sejam mesmo os grandes culpados por esse meu vício quase incontrolável de fotografar o que eu como em viagem.
O bom mesmo é saber que eu não sou uma aberração no mundo dos viajantes, muito pelo contrário; nos EUA e na Europa, cada vez mais se fala dos “food paparazzi” – gente que, como eu, não perde a oportunidade de fotografar (e blogar, twittar ou simplesmente enviar a foto via SMS pra um amigo) quando come um prato legal (drink também vale, hein?!) durante uma viagem.


Eu manero, claro. Não é em qualquer lugar que eu saio fotografando com minha reflex; principalmente à noite, eu levo uma compacta mesmo, até pra caber na bolsinha de night (#brioches, meninas, sempre #brioches). E também não saio por aí fotografando o prato dos outros, de jeito nenhum! Por princípio, o prato tem que ser meu. E tem que ser bom, claro. Se eu fotografei porque tava lindo mas depois se revelou meia boca, deleto, pronto.
Quando eu tô de bom humor, nada escapa: nem sanduba, nem comida de avião (e tenho flagrado cada vez mais gente fotografando as refeições dos aviões, sabiam?)

 O mais legal é que os jornais e revistas nem precisavam ter começado a fazer matérias sobre os food paparazzi – ainda que eu ache a terminologia mais que perfeita. Porque é visível, em cada viagem que faço, como vem aumentando consideravelmente o número de membros dessa seita em toda parte – de solo travelers a casaizinhos apaixonados, de grupos barulhentos de amigos a famílias com crianças, encontro hoje em dia muito mais gente fotografando seus pratos e drinks (no Brasil, na América do Sul, nos EUA, na Europa e até na África) do que eu via lá em idos de 2007 (ou seria 2008????), quando eu mesma me batizei nessa religião.
Loucura? Bom, pode ter gente que acha. Eu acho divertidíssimo. Divertido ver as fotos dos amigos, divertido fotografar pra eles. Só não é bom pra boa forma: abre um apetiiiite...

10 comentários:

Valéria disse...

Oi Mari!
Embora o nome seja mesmo apropriado ainda não me rendi a diversão, embora morra de vontade, mas fico encabulada,rsrs. Estou para fazer um post de um restô novo que fui a poucos dias, mas cadê as fotos? Não tirei, estou arrependida os pratos eram bons e bonitos, que pena! Hoje está se tornando uma febre...

Virginia Lucia disse...

Eu também morro de vergonha... Vamos ver se páro com isso e tomo coragem. As fotos da Mari me aguçaram o apetite...

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

Vergonha, meninas? nananina! Ninguém nem tchuns pra mim quando eu fotografo, viu? E fica cada vez mais divertido, principalmente porque agora em todo lugar tem pelo menos mais um louco fotografando também ;-)

Oscar disse...

Eba não sou o único ;)
Na verdade as vezes acabo esquecendo é verdade mas desde que comecei a blogar sempre tiro foto dos pratos..
O único problema nessa história é olhar os posts de outros malucos como nos e passar vontade, pior ainda quando você abre estes post pela hora do almoço

Mariana - Hotel Querido disse...

Estou amando essa série de posts!! Menina, e eu agora que fotografo até o que eu como em casa, até fruta que compro??? Como diz o Ali, sou um hopeless case!

Clarissa disse...

hahaha..Tbm passo por estas situações! O pior, é que todos ficam olhando o flash da câmera! ;P

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

Clarissa, a minha técnica é só tirar fotos SEM flash (é só mexer na sensibilidade que elas ficam igualmente ótimas) - assim ninguém nem se dá conta que eu tô fotografando ;-)

Anônimo disse...

Eu adoro a food paparazzi. Tenha vergonha, mas sempre conseguei superar a vergonha! e despois sempre tem aquelas memórias tão apetitosas....
Bjs
Carmen

Lena disse...

O pior é a maluca aqui que tira foto e nem blog tem!!
Também dou uma maneiradinha ;-) Sò em férias que me libero 100% e só em destino totalmente turístico.
Ah, e como a Mariana, também tiro foto em casa! Principalmente composições de frutas :-)
Agora conta pra gente de onde é aquele merengue, plissss!!!

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

Lenoca, penso nesse merengue até hoje, viu? :-))) De um jantar supérb no Fouquet´s em Paris, daqueles que fica na memória forever...