6 de dez de 2011

Museo del Carnaval: pequeninho, mas interessante

Pessoalmente, não curto a área onde fica o Museo del Carnaval, ali tão grudadinho no porto. Mas a escolha do lugar é bastante compreensível, já que um graaaande percentual dos turistas que visitam Montevidéu são cruzeiristas. E, no fundo, todo mundo que visita a capital uruguaia pela primeira vez, vai ali dar seus rolês pelo porto e pelo mercado, certo?
O museu, inaugurado no finzinho de 2006, é pequeno. A área é razoável, mas o material exposto é bem limitado - tem um espaço bem grande para os ensaios de Carnaval, um café e outro para teatro e mostras itinerantes.
 Mas, apesar do acervo pequeno, é interessante - sobretudo pra gente entender o candombe e as noches de llamadas, que são tão diferentes do nosso Carnaval.
 Lá você fica sabendo que os festeiros, na verdade, são os uruguaios; afinal, o Carnaval deles adquire area baianos e dura exatas 40 noites, começando ainda no finzinho de janeiro. E conhece os personagens (e seus porquês) do universo do candombe, o sentido das llamadas e, como é interativo, além das roupas e objetos, tem também os ritmos carnavalescos uruguaios pra gente ouvir e entender as diferenças.





Não deixe de ver, no fundo do teatro, uma coleção bacaninha de máscaras de Carnaval do mundo inteiro.
Aos interessados: rolam ensaios de Carnaval lá todo final de semana nessa época.


Serviço:
de 3a. a Domingo, 11 às 17h.


Entrada: 65 pesos uruguaios por pessoa (45 pesos - mais ou menos R$4,50 - para visitantes do Mercosul)

Um comentário:

KARLA disse...

As terças esse museu é grátis! Fui numa terça! Adorei o acervo! Limitado, mas muito bonito e gostei, principalmente da história do Candombe que é contada ali com detalhes!
beijo gde