16 de abr de 2012

Hotel review: Mandarin Oriental, Paris

O lobby flagrado num raríssimo momento de sossego (às sete da matina, btw)
 Depois da semaninha curta no sudoeste francês, ainda curti mais um bom tanto da primavera europeia entre Paris e Londres. Dividi a estadia em Paris em duas partes, antes e depois de Londres, e na primeira parte da temporada parisiense fiquei hospedada no novo Mandarin Oriental, Paris.
O delicioso quarto decorado em cinza, com painel fotográfico no lugar da cabeceira
 Quando eu digo novo, é novo mesmo: o hotel só ficou pronto em junho do ano passado e, mesmo contando soft opening etc, ainda faltam dois meses pra ele completar seu primeiro ano de vida. Então tudo ali está mesmo tinindo de novo. Mesmo. Até porque o edifício que ele ocupa em plena Saint-Honoré (localização simplesmente supèrb!), um dos pedaços mais charmosos de Paris, foi praticamente 100% construído para virar o hotel (a propriedade anterior foi posta abaixo).
O super banheiro tem até LCD na banheira
 A entrada é ultra discreta e, se você não prestar bem atenção, da rua você nem vê que ali fica um hotel. Já por dentro, nada é discreto: o hotel é todo sexy e ultra feminino, cosmopolita e absolutamente parisiense, com direito a muito chumbo e muito magenta em toda a decoração.
O magenta dá vida à decoração em todos os ambientes
 Ali, a marca registrada de Sybille de Margerie, a designer que projetou todo o interior do hotel, foram as borboletas: elas estão "escondidas" em obras de arte, aparecem em almofadas no lobby, no tapete dos andares de quartos, em detalhes no restaurante e até na chave dos quartos.  O lobby está sempre movimentado, assim como o belo bar logo ao lado - sobretudo na happy hour.
A separação super elegante de quarto e banheiro
 Os quartos têm decoração bem discreta, mas também com toques de magenta aqui e ali.  Belíssimo banheiro! Nespressos e chás estão à disposição nos quartos dia e noite, complimentary; mas a internet, em compensação, ainda é cobrada, uma pena.
Nespresso e chazinho ao seu dispor diariamente
Acessórios bem charmosos no quarto
E um jeitinho diferente de expor as amenities de banho

Borboletas...
...borboletas...
... e mais borboletas!!!
 O Sur Mesure par Thierry Marx é o restaurante gourmet da casa e acomoda apenas vinte e poucas pessoas às refeições (não testei). Já o Camélia é mais informal, conta com uma deliciosa loja de chocolates e sobremesas do Thierry logo à entrada e ali também é servido o café da manhã diariamente, mesclando buffet e à la carte. Bar e restaurante, aliás, se encontram no delicioso jardim interno do edifício.
O agradável jardim interno da propriedade (a "gaiola" à esquerda tem mesa e sofazinho e pode ser reservada para o jantar)
Um close nas delícias da lojinha de chocolates de Thierry Marx
O spa é todo modernoso, construído no subsolo, e tem piscina e saunas abertos aos hóspedes (só tratamentos são cobrados à parte). E os concierges são realmente fenomenais - e sem afetações, o que eu acho imprescindível num bom concierge.
A entrada toda futurista do spa
A piscina aquecida é rodeada de charmosos sofazinhos
O magenta está em cada detalhe
Belíssimo hotel. Como eu já disse no Saia pelo Mundo, foi o hotel mais feminino que eu já vi na minha vida e tá no top 3 dos melhores hotéis da viagem.

5 comentários:

Fernand Pavan disse...

Mari, tudo bem?
Leio seus blogs pelo-mundo e saia pelo mundo há algum tempo e gosto demais dos seus posts.
Queria pedir uma dica de hotel de luxo, romântico (mas não muito brega), com vista para a torre eiffel.
A ideia é comemorar um ano de namoro agora em agosto e pedi-la em casamento, num jantar no restaurante do hotel ou na varanda do próprio quarto.
Os clássicos Plaza Athenee e Shangri-la estão acima do orçamento, rs! Estava procurando algo na faixa dos EUR 500 pelo quarto. O Radisson Blu Metropolitan tem ótimas vistas, mas não sei se parece mais com um hotel de negócios. Gosto da rede Accor (sou Le Club platinum), mas não consegui descobrir se algum dos Sofitel de Paris têm boas vistas para a torre... Dá um luz, s'il vous plaît'?

Obrigado e um grande abraço,

Fernando.

Fernand Pavan disse...

Mari, tudo bem?
Leio seus blogs pelo-mundo e saia pelo mundo há algum tempo e gosto demais dos seus posts.
Queria pedir uma dica de hotel de luxo, romântico (mas não muito brega), com vista para a torre eiffel.
A ideia é comemorar um ano de namoro agora em agosto e pedi-la em casamento, num jantar no restaurante do hotel ou na varanda do próprio quarto.
Os clássicos Plaza Athenee e Shangri-la estão acima do orçamento, rs! Estava procurando algo na faixa dos EUR 500 pelo quarto. O Radisson Blu Metropolitan tem ótimas vistas, mas não sei se parece mais com um hotel de negócios. Gosto da rede Accor (sou Le Club platinum), mas não consegui descobrir se algum dos Sofitel de Paris têm boas vistas para a torre... Dá um luz, s'il vous plaît'?

Obrigado e um grande abraço,

Fernando.

Fernand Pavan disse...

Mari, tudo bem?
Leio seus blogs pelo-mundo e saia pelo mundo há algum tempo e gosto demais dos seus posts.
Queria pedir uma dica de hotel de luxo, romântico (mas não muito brega), com vista para a torre eiffel.
A ideia é comemorar um ano de namoro agora em agosto e pedi-la em casamento, num jantar no restaurante do hotel ou na varanda do próprio quarto.
Os clássicos Plaza Athenee e Shangri-la estão acima do orçamento, rs! Estava procurando algo na faixa dos EUR 500 pelo quarto. O Radisson Blu Metropolitan tem ótimas vistas, mas não sei se parece mais com um hotel de negócios. Gosto da rede Accor (sou Le Club platinum), mas não consegui descobrir se algum dos Sofitel de Paris têm boas vistas para a torre... Dá um luz, s'il vous plaît'?

Obrigado e um grande abraço,

Fernando.

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

Oi, Fernando, tudo bem? Que linda ideia :-) Mas, olha só: não sei de um hotel que tenha TODOS os quartos com vista para a Torre. E, isso é regra, os quartos com vista para lá são sempre bem mais caros que os demais. O Sofitel Paris eu nunca visitei, então não consigo te falar com certeza. O próprio Mandarin Oriental, Paris tem vista para a Torre nas suítes. O George V, do Four Seasons, mesma coisa. Um pouco mais barato, o Lutetia tem quartos de "esquina" lindíssimos, com varandas lindas com vista para lá também. E os Renaissances Arco do Triunfo e Trocadero também têm quartos com vista para a torre na mesma faixa de preço. Mas lembre-se que você precisará deixar bem claro na reserva que faz questão de um quarto com vista para a torre, ok? Senão, aproveita para pedi-la em casamento num jantar EM PLENA Torre Eiffel, no Julio Verne, mesmo que você se hospede em outro tipo de quarto ;)

Fernand Pavan disse...

Ótimas dicas, muito obrigado! Gostei da ideia de jantar na torre e depois ir pro hotel.
By the way, estamos blogando nossa viagem de 8 meses pra estudar e inglês e passear.
http://rodandomeiomundo.wordpress.com/