2 de out de 2012

Volterra, a cidade dos etruscos

 Felizmente, Volterra é muito, MUITO mais que sonha a vã filosofia dos fãs da saga Crepúsculo.  A cidade, além de gracinha, pequena e gostosa que só ela de caminhar (e segura dia e noite), com ruelas tortinhas dentro da cidade amuralhada, protegida por várias "portas", guarda valiosíssimas histórias, referências e heranças etruscas.
 O excelente Museo Etrusco Guarnacci é um belíssimo local para começar a explorá-lo: o museu, aliás, é tão rico e interessante em objetos e artefatos (incluindo uma coleção IMPRESSIONANTE de urnas funerárias) que o melhor mesmo, ali, é optar pela visita guiada ou, pelo menos, com o audio guia. Foi meu museu predileto dessa última viagem à Toscana.



O guia explica tudo o que está esculpido nas urnas funerárias
 Os também muito bons Palazzo Viti, Museu de Arte Sacra e Pinacoteca também valem muito a visita. E, além disso, é claro, o bom ali é bater perna descompromissadamente e, de preferência, sem rumo - só vale tomar cuidado com o vento, que costuma ser chatinho e insistente por ali.




Um detalhezinho do interior do Palazzo Viti 
A cidade vista do alto da torre do sino (vale a pena subir, gente)
A sempre movimentada praça principal
 Cafés deliciosos para ver o dolce far niente italiano, lojinhas de artesanato e comidinhas e belos ateliês de arte em mármore também são programaços para se perder por ali.
Anota aí: Volterra é das cidades mais encantadoras e cálidas da (minha) Toscana.

Nenhum comentário: